juno.jpg 

Quando crescer, quero ter uma filha como a Juno – foi isso que pensei quando saí do cinema, no sábado. O melhor do filme é o humor diferente e sensível, os diálogos próximos e a personagem principal, claro. As músicas são ótimas e a caracterização sem exageros, desde o figurino (adorei o uniforme de corrida do Paulie Bleeker), até as falas dos personagens, muito próprias às situações frágeis e delicadas. O filme, que tem como mote a gravidez indesejada de Juno, fala na verdade de amor. Ah! A trilha sonora tem Velvet, David Bowie, Sonic Youth, Kinks..

Anúncios