Acabei de ver que, em Curitiba, orelhões (???) foram instalados em alguns ônibus. Segundo a matéria, a meta é instalar 350 telefones até outubro em 336 ônibus. Um dos atrativos é que a tarifa será menor que a do celular. Mas, mesmo assim… acho esquisito. Com a popularização do celular, não consigo imaginar o orelhão tão necessário assim. Fora que:

1- claro que todo mundo vai ficar olhando pra quem estiver ligando

2- os fios vão se embolar nos ouvintes

Se o projeto viesse aqui pro Rio, poderíamos incluir como “3” que os telefones dificilmente resistiriam mais que dois dias… (sad, but true).

 

Anúncios