São poucas as marcas por aqui que investem em lingerie bacana, sem cara de “um sutiã a mais” ou que caia no clichê do que seria sexy: rendas, transparências, lacinhos e frufrus. Algumas poucas já perceberam que a moda íntima deve acompanhar as tendências e as roupas que vemos nas ruas, no dia a dia, já que as peças que ficam escondidas, ainda assim, são complemento do que é exibido. (Quem surta quando descobre bolsas com forro colorido ou estampado entende melhor o que estou falando).

Pensando em detalhes, modelos e cores que saiam do óbvio (afinal, não é nada bom você comprar uma peça cara e que você vai usar por um bom tempo que pareça com mil outras que você já teve), a minha preferida é a Verve. Cada peça é bem pensada, assim como os catálogos, que são lindos – desde a programação visual até a escolha das modelos e dos looks.

verve

O catálogo da coleção atual, com Gracie Carvalho

Nas araras das lojas, você encontra desde o modelo mais básico até o mais rebuscado, com rapeados, detalhes de alça e recortes que lembram os biquínis da Lenny. A marca trabalha com diferentes tamanhos para bojo e costas. Ou seja: você realmente leva uma peça que parece que foi feita especialmente para você. E, quando você veste uma peça, entende que, por exemplo, um tomara que caia pode ser, sim, confortável, bonito e sensual, sem ser óbvio.

Outra marca que está investido no segmento lingerie fashion, desde que abriu pontos de venda, é a Puket. O clima é bem diferente do da Verve: a lingerie é divertida, menos cara, mais pop. Mas, todas são super fofas e acessíveis.

puket2

Eu ia adorar se as duas fizessem venda online.

Anúncios