Sempre que passo em frente a Jelly fico com medo de entrar e terminar comprando alguma coisa,  impregnada com o cheiro saudoso de tutti frutti.

A Jelly vende Melissas + acessórios super bacanas de marca própria + objetos de design. Ou seja: um pouco de tudo dentro do lifestyle das sandálias de plástico. Apostando nessa combinação, a Grendene transformou todas as lojas que levavam o nome Melissa em … Jelly.

Olha só a agenda fofa que vi agora no blog da marca (que, aliás, tem um msn online muito bem sacado):

agenda3

Um obi:

obi

Esses lacinhos da Melissa para prender nas sapatilhas são demais também.
(será que dá pra usar como prendedor de cabelo? Também fica ótimo em alças de bolsas).

lacos

Amei a estampa dessa necessáire (e sempre acho que necessáires são necessárias):

necessaire

Pre-ci-so dessa mochila:

mochila

Hoje inaugura a concept store da marca, em Ipanema. O projeto é assinado por Muti Randolph e o DJ do evento será o Rodrigo Penna, do mais que famoso Bailinho. O espaço vai abrigar expos de arte. Bacana, não? Aparece lá (e leva o cartão).

Anúncios