O tempo, suas mil possibilidades e limitações fracionadas são o tema principal de O Curioso Caso de Benjamin Button. As três horas de filme passam voando e é impressionante a interpretação de todos (especialmente Brad Pitt, Cate Blanchett e Taraji P. Henson), a maquiagem, as cenas.

benjaminbutton-poster

O filme foi baseado num conto de Scott Fitzgerald e conta a história de Benjamin que, ao nascer tem a aparência de um velho e, à medida que o tempo passa, rejuvenesce. Benjamim nasce deformado e, abandonado pelo pai, é criado por Queenie (Taraji P. Henson), que cuida de um asilo .

curiosocasodebenjamin_6

Ele vai crescendo no meio dos idosos e, enquanto rejuvenesce por fora, na verdade, cronologicamente, envelhece. No próprio asilo, ele conhece Daisy (Cate Blanchett), neta de uma das internas, e se apaixona. Distanciados pela idade, no meio da vida, eles se encontram e iniciam um relacionamento.

curiosocasodebenjamin_3

A sensibilidade dos diálogos e a fotografia – sempre amarelada – são impressionantes. Algumas passagens me lembraram, de leve, Forrest Gump. Mas, em todos os outros momentos, o filme, que é uma história incrível de amor e, acima de tudo, sobre o tempo, mantém o tom lúdico (sem ser infantil ou piegas).

270px-benjamin-button

Saí do filme com os olhos inchados, vermelhos, e pensando em como estar na hora certa, com a pessoa certa, no lugar certo é realmente o grande mistério e o grande desejo de todos.