Quando a Rihanna apareceu no Grammy usando um Viktor & Rolf, foi inevitável: lembrei daquelas balas de côco embaladas em papel crepom. Eu amo a dupla e suas criações, que considero geniais. Mas, é evidente que couture é couture e não é sempre que funciona na vida, ainda que num red carpet.

Na nova Surface tem um editorial incrível com as peças trabalhadas em camadas de tule, como a que a cantora usou e que fizeram parte do último desfile. As peças lúdicas e desafiadoras, envoltas em poesia, quando vistas sob a lente de quem enxerga sob as camadas de tecido é diferente e faz tudo funcionar.

Denso e leve.