As pinturas do australiano Charlie Isoe são densas, viscerais e enigmáticas. Isoe largou a escola aos 16 e foi da um “rolé” pelo mundo e, enquanto viajava, entrou no universo do grafite e do skate. Aos 20 e poucos anos, depois de muitas viagens,  voltou a estudar e se formou em Belas Artes. Há 5 anos, ele vem sendo, além de observador, um artista.

Seu trabalho pode ser visto nas ruas da Austrália, Tailândia, Croácia, Eslovenia, Bósnia, República Tcheca e Alemanha. Atualmente morando em Berlim, ele define a motivação e inspiração da sua arte da seguinte maneira: