Imersos em formas orgânicas e científicas, os trabalhos de Brendan Monroe são impactantes. O artista americano, que atualmente reside em Estocolmo, se baseia em formas celulares e pequenos organismos imaginários para criar pinturas vibrantes.

O artista está na Justapox deste mês e a entrevista com ele abre da seguinte maneira:

Automaticamente, me vi dentro dos quadros (ou o que eu tinha dentro de mim foi parar nas telas)?