A exposição Pap(i)er Fashion acaba de ser inaugurada no Museum Bellerive, em Zurique, e traz criações feitas a partir da matéria-prima, inventada na China e comum a todas as culturas. A brincadeira entre efêmero e eterno permeia a mostra, que traz peças criadas a partir dos anos 60.

A mostra traz o papel como material usável, construindo roupas ready to wear. Alguns exemplos retratam a subversiva swinging london + pop art + protestos políticos da época.

A expo fica em cartaz até dia 01 de agosto e o catálogo online está aqui. (estou até agora tentando carregar, porque o bichinho é pesado…)

*
*
*

Há alguns anos, Jum Nakao surpreendeu ao criar uma coleção toda de papel, cujos looks foram rasgados na passarela do SPFW, ao final da sua apresentação. A sensibilidade ao criar uma coleção memorável vem desde a sua criação e o happening em si até a escolha da matéria-prima: frágil e, portanto, temporal. A mostra deveria ter o vídeo do desfile dele, imperdível.