As raízes nipônicas apitam quando eu vejo algo inspirado ou que tenha raiz na terra do sol. Adoro as contrariedades de uma cultura relativamente próxima, pela genealogia, mas, distante geograficamente e fora do meu dia a dia. Hoje, quando vi os traços de Yoko Furusho, o tal apito soou.

A artista, que nasceu em Tokyo e se formou na Visual Arts (NY), usa referências do mundo da moda – revistas, texturas, tecidos e formas – na hora de desenhar, usando nanquim e tinta acrílica.

Ela está na nova edição da Frankie Magazine, em uma entrevista onde fala sobre seu trabalho e inspirações. Tirei esse trecho de lá: