O que me chamou a atenção quando vi essas fotos de Harper Smith para o editorial The Lady Vanishes, da Tokion, foi o climão Cindy Sherman.

Pesquisando no Google, achei alguns outros editoriais dela, que são bem distintos do clima suspense-lynchiano, mas mantém a aura kitsch com cara de “tempo registrado“, como esse abaixo.

Lindo…