Quando lançaram o iPad, a primeira coisa, como marketeira, que me veio à cabeça foi: imagina como os anúncios serão daqui pra frente. A segunda, como consumidora, foi: nossa, vou adorar ler um livro com inserção de vídeos e áudios no meio.

O WGSN fez uma matéria justamente sobre essas mudanças no modo de consumo de mídia gerados pelo daget e consequentemente, as mudanças que veremos por parte dos anunciantes. Para ilustrar melhor, um ótimo vídeo da Wired:

Ainda na matéria, comenta-se que a indústria de automóveis tem particularmente aproveitado a nova tecnologia: a Chevrolet participou de um anúncio da Wired, oferecendo uma visão de 360 graus do modelo Camero; a Ford também anunciou num projeto criado pela Sports Illustrated, que incluía um game de corrida e opções para customização de cores e de rodas de um Mustang.

Na moda, a GAP foi uma das primeira do varejo a lançar um aplicativo para o iPad, destacando o jeans e dando acesso direto à loja online, além de oferecer links diretos para os feeds das redes sociais.

O mistério que ainda existe é o normal de toda mudança recente: o que realmente atrai o consumidor que tem o aparelho e como e onde ele será usado? Isso, só o tempo dirá.  Enquanto isso, a gente segue brincando…