Gastronomia é, sim, uma arte. Mas, apesar de sempre dar valor a um bom restaurante e, principalmente, ao bom tempero, nunca tinha ido num verdadeiro restaurante de chef.

Em NY, fui ao DB Bistro Moderne e… bah. Sem comentários. Os pratos são feitos realmente para serem degustados sem pularmos etapas: entrada, principal, sobremesa são imprescindíveis e complementares.

De entrada, pedi uma salada de Mixed Greens. O prato principal – Organic Chicken Breast – era a combinação do frango orgânico mais macio do mundo com legumes cozidos e pequenos (mas suficientes) com nhoques de batata, fritos em volta e derretendo no meio. De sobremesa – divida, aliás, disputada por 3 – um Hazelnut Gateau, com mix de mousses, franjelico e sorvete de creme.

Preciso dizer mais?

Estando em NY, vale à pena.

Anúncios