Tenho imensa curiosidade sobre as histórias de bastidores de crime organizado, submundos da máfia. Talvez o fato de ter crescido vendo filmes como O Poderoso Chefão e lendo histórias de crimes e investigação tenha acentuado essa veia curiosa sobre o que motiva as pessoas a viverem fora da lei.

Então, Boardwalk Empire foi uma grande e ótima surpresa. Recebi uma news da HBO e fiquei curiosa pela imagem que vinha nela: fotografia impecável e com filtro amarelado, o que já me instiga.  Nem li a sinopse, mas vi que era dirigido por Scorsese e o roteiro assinado pelo mesmo cara de Sopranos. Mais dois pontos. Fui, então, ver o primeiro episódio, onde, justamente já fica claro o tema da série: girando em torno da Lei Seca, ela fala sobre aquilo tudo sombrio que move o mundo: política, interesses e poder. E logo nesse start, somos apresentados a um iniciante Al Capone. Sensacional.Vale ressaltar que o papel principal é vivido por Steve Buscemi, de quem tenho medo desde Con Air.

A abertura é incrível – lembra tanto a do True Blood, que só pode ser da mesma pessoa: