Toda estação, recebo vários composites de modelos da temporada. O formato não muda mesmo: um A5 onde, na frente, tem nome e uma foto da modelo e atrás, mais fotos, incluindo de biquini, e medidas. De mais ou menos três temporadas para cá, a Way Model começou a fazer uns layouts muito bacanas pros composites do seu casting e fico até com pena de jogar fora. Dois deles me marcaram: um com foto da modelo quando criança na frente e, atrás, adulta e outro brincando com a estética punk,usando como referência a capa de Never Mind the Bollocks, do Sex Pistols.

O primeiro virou jogo de adivinhação lá na empresa: a gente via a foto criança e ficava tentando adivinhar que modelo era aquela. E o segundo, por total gosto pessoal, me marcou. Hoje, recebi o novo projeto da agência, que mais uma vez surpreendeu: um calendário com as modelos em fotos, na maioria, super sexies. E dentro de uma caixa incrível. A programação visual como um todo – escolha das fontes, das imagens, layout, fotos e embalagem – é de realmente cair o queixo…