Quando uma amiga voltou do Japão trazendo chaveiros de resina com insetos for real dentro, a frase clássica veio instantaneamente: “os japoneses fazem de tudo, né”. Então, hoje isso se confirmou quando vi o trabalho de Iori Tomita, que apresenta as complexas composições de animais marítimos na coleção New World Transparent Specimens.

Tomita foi iniciado, quando estudante de pesca, à criação de espécimes transparentes para fins científicos, onde as minúsculas estruturas ósseas dos peixes são estudadas. A técnica dissolve as proteínas, deixando os bichinhos translúcidos. Não satisfeito, Tomita foi e… colou tinta no delicado esqueleto deles: vermelha nos ossos mais pesados e azul nos mais leves. O resultado é praticamente um avatar dos mares.


Dependendo do tamanho do espécime, ele pode levar de 4 a 6 meses para criação. Ah! eles estão à venda na loja Tokyu Hands por preços entre ¥2,000 e ¥20,000.