Dia de frio sem chuva + feriado pede uma volta pela cidade. O Centro do Rio é sempre um bom lugar pra se ir, sem hora, deixando-se levar pelas exposições, bares e vários restaurantezinhos bacanas como os da Rua do Rosário. Hoje foi essa a nossa opção. Começamos com um almoço delícia na Brasserie do Rosário e emendamos em duas expos ótimas que estão rolando no CCBB: Laurie Anderson e Mariko Mori. Rolou super produção do espaço em trazer obras multimídia e que brincam com interatividade.

Quando cheguei, me deparei com essa cena. Parece que tá todo mundo curtindo uma fossa. Mas, não...

Quando a pessoa apóia os cotovelos nesses buraquinhos e tapa as orelhas, os sons gravados vibram pelos ossos

Sala com sofás e fones. Boa parte dos senhorezinhos aproveitou pra ler e ficar ali de bobeira.

Esse corrimão ganhou frases de Laurie

A foto ficou péssima, mas explico: uma sala toda preta com um projetor de onde saía essa imagem de uma micro-laurie recitando um texto. Micro mesmo, na altura dos pés da gente.

Saindo da onda cult, no primeiro andar rola a expo da super pop Mariko Mori, em torno de UFOs e vidas conectadas em outras partes do mundo. Além de vídeos e desenhos, conta com duas instalações interativas:

Dentro desse UFO cintilante, 3 pessoas por vez são conectadas a eletrodos e têm seus sentimentos transformados em ondas que passam em um vídeo.

ETzinhos amigos: 6 pessoas ficam em volta deles e sentem as batidas do coração. A obra pretende levantar questões como conexão e percepção humanos X seres extraterrestres: uma vez eles sendo todos iguais, quem são os diferentes?