Quando eu era pequena, tinha um trabalho no curso de inglês que pedia que lêssemos um livro e fizéssemos um resumo sobre ele depois. Era uma maneira de treinar a língua, claro, mas eu amava a ideia de ainda descobrir uma história nova. Na biblioteca, tinham minibiografias e foi lá que fui saber quem tinha sido Elvis Presley, Stevie Wonder e Marilyn Monroe. Fiquei apaixonada pela revolução comportamental que Presley causou, pelo talento sublime de Stevie e pela sensualidade natural de Monroe.

Adorei saber que ela será agora interpretada pela linda Michelle Wiliams, em My week with Marilyn. O filme se passa no verão de 1956, na Inglaterra, onde Ms. Monroe está filmando The Prince and the Showgirl e também aproveitando a sua lua de mel com Arthur Miller. Quando Miller deixa o país, um dos assistentes do set, Colink Clark, introduz a diva ao brithish way of life, durante uma semana na qual ela escapa da rotina e da pressão do trabalho.

Michelle – as Marylin – foi capa da Vogue América de outubro, que trouxe também um editorial clicado por Annie Leibovitz onde fica claro porquê ela foi a escolhida para o papel. As fotos estão abaixo:











Marilyn teve uma história complicada e comum aos talentos super-expostos na mídia: linda, ousada e sexy, se envolveu com drogas, rotinas de filmagem pesadas e teve romances complicados, tendo sido o seu relacionamento com Kennedy o grande estopim. Mas, o carisma e charme marcaram a história. E desde o seu surgimento, as louras nunca mais foram as mesmas: os cabelos claros foram alçados ao posto da beleza máxima.

O vestido branco que usava na célebre cena de O Pecado Mora ao Lado foi leiloado este ano por U$5,5 milhões. Poder é pouco…