A nova obsessão são as andorinhas. Se antes, achava-as meio sem propósito, hoje adoro. Acho que são femininas, leves, livres…