Não sou designer, mas conversando com muitos amigos de marketing e de outras áreas, que reparam na imagem e no trabalho de marca de maneira mais profunda, percebo o caminho do simples como um ideal. Em meio a tanta poluição e quantidade de informações, o silêncio é almejado, virou desejo. E isso se expande para tudo: para os minutinhos de meditação, no momento de ócio criativo, naquele subterfúgio corriqueiro do carioca olhando o mar. Quando isso se transporta para as prateleiras e para o consumo, fica também a vontade de ver algo que surpreenda pelo simples.

A nova campanha da Selfridges trata disso tudo de maneira muito inspiradora. Chamada de No Noise, ela começou a circular no último dia 10 e tem como proposta fazer o consumidor procurar por momentos de paz e tranquilidade, sem o bombardeio de informações e estímulos. Tudo a ver com o sentimento de “detox” que paira sobre todos e a busca pelo – sonhado – bem estar.

Foi criado, dentro da loja, o Quiet Shop e o Silence Room. Na Quiet Shop, estão peças com design minimalista de marcas como Jill Sander e Acne. Dentro do Quiet, a ação De-Branded Shop acelerou meu coração: marcas super conhecidas foram convidadas a criar produtos sem interferência de logos.

Dr Dre, Beats

Dr Dre, Beats

Clinique

Clinique

Creme de la Mer

Creme de la Mer

Heinz

Heinz

Heinz

Heinz

Striiiipes

Striiiipes

Marmite

Marmite

Levi's

Levi’s

Levi's

Levi’s

O Quiet Room eu deixo essa imagem explicar:

Captura de Tela 2013-01-14 às 14.30.33

Fora isso, ainda vai rolar uma performance da John Cage Orchestra e do Idler Talks. Desmaiei.

Para saber mais, vale ver esse ótimo vídeo da campanha:

Mais silêncio, menos confusão. Por favor!