Há uns bons 10 anos, acharia inconcebível me ver praticando pilates ou alongamento, lendo sobre pensamento positivo ou mesmo meditando. Achava que não combinava com meu jeito rápido e ansioso. O que aconteceu é durante um bom período as músicas altas das aulas de localizada, o frenesi do spinning e os remédios passaram a não combinar com o que eu procurava e, ao contrário de me darem bem estar, estavam me fazendo ficar desanimada e sem motivação. Foi nessa fase que comecei a procurar maneiras novas (para mim) de mexer o corpo, acalmar a mente e, consequentemente, o espírito.

Primeiro de tudo, procurei massagens, já que não aguentava mais tensão nos ombros. Caí nas mãos maravilhosas da Cristine Pombo, que segue a filosofia ayurveda. Constatei que o que relaxa o corpo pode aquecer a alma e, de alguma maneira, trazer momentos de clareza e paz. Depois, comecei a fazer aula de pilates e fiquei impressionada com o efeito no equilíbrio e com a possibilidade de sentir músculos, tendões, sei lá o quê mais que eu nem sabia que faziam parte do corpo. Quem já fez uma aula sabe do que estou falando. Fica muito claro que somos uma engenhoca, onde uma parte do corpo se apóia e depende de outra. Muito louco. Depois, a conselho da Mag, passei a meditar. Justamente numa época em que eu repetia muito o bordão “preciso ficar quietinha um pouco, vai“. Eu achava que seria impossível tirar o turbilhão de pensamentos que passam velozes pela minha cabeça. Ao mesmo tempo, o excesso deles vinha me confundindo e atrapalhando o foco. Foi então que segui o conselho dela de começar “com apenas 3 minutinhos” pela manhã. O efeito? Mais foco e clareza.

Captura de Tela 2013-01-14 às 18.42.42

Então, quando vi o site Get Some Head Space (que descobri por conta da parceria feita com a Selfridges) … adorei. Ele é uma academia mental online e ajuda a guiar quem está começando na meditação. E eu me incluo nisso, já que ainda não consigo passar dos 5 minutos. Pretendo chegar aos 20 em breve, porque se com 5  já sinto diferença, com o quádruplo disso é capaz deu virar uma mini-Buda.

Brincadeiras à parte, vale tirar um tempinho para curtir o silêncio. Esse vídeo aqui resume bem o mood e já inspira para começar…