O corpo nu revela o que tem dentro dele. O que mostramos é o que somos? Sem roupa, ficamos vulneráveis ao vento, ao frio, ao calor, ao toque. Ao chão gelado, à água da chuva, à chaleira fervendo, ao mármore. Ao outro. E a nós. Quando vejo alguém agir com naturalidade ao corpo nu do outro, fica clara pra mim a intimidade. A confiança de se deixar ver sem máscaras, sem nada, como veio ao mundo, como o mundo o transformou. Cada pedaço do corpo de alguém pode ser uma história, um caminho, um desalinho.

É esse mistério desnudado que me leva a achar interessante o projeto The Nu Project, que vem de encontro a algumas outras – poucas, digamos a verdade – campanhas e projetos que vemos falando sobre a real beleza. Isso tudo também tem a ver, de alguma maneira, com o sucesso/ polêmica da série Girls.

foto1

foto2

foto3

foto4

foto5

foto6

foto7

foto8

foto9

Photoshops à parte, perfeições – enquanto adjetivos – sendo reavaliadas, essências sendo discutidas, o projeto audacioso é no fundo muito “simples”.

Simples” (?) como ficar nu na frente de alguém.