IMG_5070

Decidir o rumo de uma viagem pra Europa é sempre um dilema. É tudo perto e todo mundo quer opinar, te dando sugestões de onde ir. Quando você decide o destino, vem um diabinho e diz: “poxa, mas se você vai para X, por quê não vai também para Y, que é do lado?” Enfim, a história é desapegar. Não dá pra ver tudo… meu objetivo é curtir sem pressa, jamais me empolgo com a ideia de gincana maluca.

Então, depois desse pensamento, decidimos: Berlin, que mora já no coração, e Praga, cheia dos art nouveaus pra lá e pra cá. Sobre Praga, ouvi em uníssono: “Nossa, a cidade é lindíssima!”. Sim, Praga é linda e a maior atração, sem dúvida, são os prédios pela cidade, alguns indicando em que ano foram erguidos.

O Hotel Europa

O Hotel Europa

IMG_5187

Pirando nas portinhas

o lustre à la gatsby. cataploft.

O lustre à la gatsby. Cataploft.

IMG_5219

Sério que é tudo pintado assim? Sério.

IMG_5266

Ah… e é de 1897??? É.

IMG_5198

“Amiga, não é bizarro demais ficar fotografando toda porta que a gente encontra no caminho?”

IMG_5268

“É, “parcera”, mas como não fotografar? Vamos tentar então não virar a louca do instagram…”

IMG_5247

(Susto pra dentro, tipo soluço). Lindo.

Dos museus que fomos, o Museu de Artes Decorativas é O museu imperdível, assim como o do Mucha. No de Artes, uma área têxtil e gráfica admirável contam história através do tempo. No do Mucha, como bem esclareceu Bia, minha amiga designer e fiel companheira de viagem, você fica com queixo eternamente lá no chão quando percebe que o artista usava cores chapadas e conseguia criar  volumes apenas com traços. E eu sempre admiro a visão em saber  unir arte e trabalho comercial: dos pôsteres para divulgar balés de Sarah Benhardt (lindos, lindos!), passando pelas propagandas para Nestlé e Chandon, até as imagens das suas ninfas sedutoras envoltas em adornos e referências como o zodíaco, flores ou estrelas. Não tem fotos do Museu do Mucha, porque tudo em Praga tem que pagar para fotografar e, para arrependimento geral pós-pão durice, não pagamos…

IMG_5345

A parte gráfica é o ponto alto

IMG_5348

IMG_5406

E essa caligrafia toda? Ai.

Fomos no Museu do Comunismo (passo) e também no bairro judaico, onde está o famoso cemitério . É impressionante e tristíssimo ver as tantas lápides caóticas… do tamanho de um campo de futebol, estima-se que lá estão mais de 100 mil pessoas enterradas em até 12 camadas.

IMG_5384

Dos locais clássicos, fomos no Café Savoy, a Colombo de lá. Lugar lindo, café bom e bom preço.

IMG_5457

No centro histórico, o mais bonito é o Orloj: o relógio astronômico medieval. Como define o wikipedia: “O Orloj é composto de três componentes principais: o mostrador astronômico, representando a posição do sol e da lua no céu, além de mostrar vários detalhes celestes; a ”Caminhada dos Apóstolos”, um show mecânico representado a cada troca de hora com as figuras dos apóstolos e outras esculturas com movimento; e um mostrador-calendário com medalhões representando o zodíaco.”

IMG_5235

Reza a lenda que ele foi criado em 1490 pelo mestre-relojoeiro Hanus e seu assistente Jakub Cech e que o mestre foi cegado para que não pudesse mais construir outro relógio parecido com esse. Ui.

O centro histórico você vê em no máximo duas horas, se não estiver a fim de subir para ver vista e coisas do gênero. Então, se você – assim como nós – não curte passeios a Igreja ou coisas muito muito turísticas, consegue ver tudo que tem de interessante em 3 dias tranquilos ou 2 dias no batidão. E acostume-se com a arte de andar olhando para cima sem tropeçar ou cair, porque as coisas mais bonitas de Praga estão no alto.